Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010

can't take you off of my mind .

and so it is
just like you said it would be
life goes easy on me
most of the time
and so it is
the shorter story
no love, no glory
no hero in her sky

I can't take my eyes off of you (...)

and so it is
just like you said it should be
we'll both forget the breeze
most of the time
and so it is
the colder water
the blower's daughter
the pupil in denial

I can't take my eyes off of you (...)

 

did I say that I loathe you?
did I say that I want to
leave it all behind?

I can't take my mind off of you (...)


'til I find somebody new

 

                         Damien Rice , The Blower's Daughter

_____________________________________________________________________

 

e ainda dizes que assim será mais fácil esquecer-te .

a distância não apaga a antiga proximidade , e o ódio é a máscara do meu sentimento .

amo-te um bocadinho mais que o limite legal . SOU UMA RUFIA .

 

 

publicado por mariannecosta às 15:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

drowning .

adolescentes apaixonadas são assim . quer dizer , acho que está escrito no meu manual de instruções .

todos os dias , levanto-me e olho-me ao espelho . o que vejo não me agrada : o que aconteceu ao meu nariz ? está assim um bocadinho para o ENORME . e depois penso : ai se ELE me visse assim !

ultimamente , o meu nariz não me interessa . reparo sempre nos meus olhos , raiados de vermelho . e não , não estou minimamente pedrada .

isto é , nada daquelas coisinhas horríveis , e alucinantes , nada disso entrou no meu sistema . quem julgam que sou ?!

acho que estou mas é abalada com isto tudo .

não sei se estás a ver , mas está tudo messed up .

queria mesmo voltar atrás , ou então que ELE me mentisse um bocadinho mais . dava jeito , nesta altura .

tirando todos os clichés , já agradecia que ELE me amasse .

(o pai natal acha que isso é pedir de mais .)

os pulmões estão inundados de lágrimas , e eu afogo-me nelas . já não dá para respirar .

se ao menos ELE atirasse uma daquelas bóiazinhas laranjas e brancas , que dizem S.O.S (já agora , isto é uma sigla , e significa save our souls) , e me salvasse disto ...

 

valeria a pena morrer por isto ?

 

e depois toda a honestidade é uma corda que me amarra ao fundo do poço , e que não me deixa viver .

por isso , mente-me mais uns dias , diz que tudo isto é ilusão .

importas-te de me salvar de ti mesmo ?

 

ah , só mais uma coisinha , que é capaz de ser importante :

 

AMODEIO-TE .

 

[já viram as voltas que isto deu ?]

 

publicado por mariannecosta às 11:06
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 18 de Dezembro de 2010

natal

 

natal ?

faz algo para que tenham pelo menos uma décima do que tens .

'é o tempo para amar .'

ama a vida .

protege-a .

sê o primeiro .

 

[UM DIA VOU ACABAR POR ESCREVER ALGO DE JEITO]

publicado por mariannecosta às 23:35
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010

breathe .

se perseguirmos o sol , conseguiremos fazer com que a nossa sombra desapareça ?

se beijarmos a chuva , poderemos dizer que fomos beijados de volta ?

se calcarmos as nuvens , seremos capazes de ser donos do céu ?

se respirarmos com o vento , ficaremos com os pulmões cheios do mundo ?

 

 

 

se eu olhar para ti , terei o poder de te tirar de mim ?

 

 

 

acho que não .

 

 

 

 

publicado por mariannecosta às 22:42
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010

olha .

hoje é isto :

 

all the words I need to hear

will always get me through the day

and make it okay .

I MISS YOU .

 

amanhã será :

 

I used to be love drunk

but now I'm hungover

I loved you forever

forever it's over .

 

 

para o resto da minha vida , está escrito :

 

I'm sorry for blaming you

for everything I just couldn't do ...

and I've hurt myself .

 

ter o dia-a-dia escondido em cada letra das músicas é assim .

mas a ti só te digo :

 

there's a possibility ...

all that I had , is all I won't get .

so tell me when you year my heart stop .

you're the only one that knows .

 

keep on dreaming , broken heart . sooner or later , you'll find someone who fixes you .

 

e é tudo .

 

 

 

 

publicado por mariannecosta às 20:10
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010

ridículo .

és TÃO difícil , TÃO egoísta , TÃO previsível .

e depois olhas-me com esses olhos castanhos , acaricias a minha alma com essa tua maneira de ser . e eu já te amo outra vez - sim , depois deste tempo todo .

e tornas-te tão fácil , tão perfeito , tão único .

 

ÉS TÃO MEU , que me pergunto se alguma vez conseguirás encontrar um caminho diferente do NOSSO .

 

resumindo - gostamos muito um do outro .

 

(na minha opinião , the heart can't see what's in plain sight .)

publicado por mariannecosta às 21:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010

cinza , cinza , cinza .

hoje é um-daqueles-dias . não sei se estás a ver . aqueles dias mesmo aqueles-dias . cinzentos como tudo , chuva torrencial . como diriam os ingleses (que , por sinal , amo , não fosse o Príncipe William fazer anos no mesmo dia que eu !) , it rains cats and dogs .

é que me levantei da cama , e já sabia que ia ser isto . maldita capacidade sobrenatural de prever as coisas que estão a acontecer nesse preciso momento .

sendo um-daqueles-dias , é obrigatório haver estudo . mas não quero estudar .

vou à net , sonho com um-dia-não-daqueles-dias , procuro imagens do mar . mas as ondas do oceano fazem-me lembrar um daqueles mauzinhos gráficos da função seno , que demos em matemática - e já não me apetece mais procurar imagens do mar .

faço-me a novos destinos . escolho a lua . mas aquela horrível órbita circular faz-me lembrar da força centrípeta que demos em físico-química - e já não me apetece mais escolher a lua .

viajo para o meu blog , e escrevo um bonito texto de adormecer . mas todas as letras me fazem lembrar aquele secante sermão , que demos em português - e já não me apetece mais escrever um bonito texto de adormecer .

agasalho-me , saio para a rua , e contemplo a mais recente obra de arte do meu pai no jardim . mas aquele jasmim a crescer faz-me lembrar de todas aquelas técnicas de multiplicação vegetativa que demos em biologia - e já não me apetece mais contemplar a mais recente obra de arte do meu pai no jardim .

e continuo assim - tudo o que faço me lembra a escola , e já não me apetece mais fazer tudo o que faço .

tenho mesmo que estudar !

o meu telemóvel tem a caixa de entrada cheia - 12 mensagens . t odas elas me trazem coisas que não quero saber , coisas que me fazem cair . então dispo-me de todas essas coisas , e também das minhas roupas , e entro no chuveiro .

choro no chuveiro - o chuveiro chora em mim . qual dos d ois chora mais ? não se deixem enganar pelo caudal da água . choramos os dois o mesmo . as nossas lágrimas misturam-se, fazendo um choro doce-salgado-talvez-neutro , as nossas lágrimas lavam-se mutuamente , retirando toda a mágoa .

tão cedo não saio dali - nem que a minha pele fique tão enrugada como a de uma velhinha (sem ofensa , leitora ) .

 

 

 

 

publicado por mariannecosta às 22:02
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

tipo-aquilo-que-não-conseguimos-esquecer !

olho para o telemóvel . de vez em quando , lá aparece um G . deve ser sinal que tenho rede . nunca entendi muito disso ; adoro tecnologias , mas não percebo metade dos mistérios que elas encerram . sinceramente , não sei o que significa aquele G .

para mim , aquele G não é um G de God , de Gostar , de Gato nem de Geração . para mim , esse G esconde a palavra amor , o passado , a felicidade e a traição . a dor enche aquela pequena letra , que enche os meus cadernos , o meu corpo (acompanhada de adjectivos pejorativos .)

e eu choro , e rio , e relembro , e evoco e invoco . quero esse G de volta , com corações à volta , mas apercebo-me que é um G de adeus , de nunca mais . então, viro costas ao Gonçalo , ao gostar dele , ao amá-lo . apago-o do meu telemóvel , do msn , do hi5 e do facebook . encontro um R perdido no tempo , nas brumas da memória . quem me dera que ele pudesse ser desenhado em mim. mas não ... a máGoa é maior que tudo ,

e aquele maldito G sempre a aparecer no meu telemóvel !

publicado por mariannecosta às 21:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.get to me ♥

.pesquisar

 

.Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts fresquinhos ♥

. acordar.

. eu queria brincar com bon...

. eu não quero voltar.

. último dia.

. mariana .

. oxigénio, sff .

. a história .

. vénia sem obrigado.

. oração .

. life never ends !

.secret files ♥

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds